O termo follow admission application college college essay key successful writing https://businesswomanguide.org/capstone/essay-writing-support/22/ https://footcaregroup.org/perpill/captopril-jelfa-12-5mg-cialis/35/ charcoal for prednisone bloat can you take chantix with abilify essay about welding asic essay tools taking viagra at 21 follow url topics for literary analysis essays cialis 20 mg 8 compresse prezzo viagra online asia how to write a cover letter for clothing store follow url ozovit pulver wirkung viagra https://abt.edu/bestsellers/ebay/22/ https://iat.iupui.edu/advisor/format-on-writing-an-essay/43/ essay on one direction write a descriptive essay about an object viagra in homeopathy cheap school admission essay topic international criminal law thesis go here 7th grade essay writing prompts essay on politics and corruption in india free online essays for kids collapse of weimar republic essay topics best online viagra viagra viagra a lennon furosemide lasix university of portsmouth dissertation cover page osteoporose significa “ossos porosos”, que deixa os ossos fracos e sujeitos a fratura.

A osteoporose é passível de prevenção e tratamento. As chaves do sucesso estão no desenvolvimento de um esqueleto forte na juventude e no retardamento da taxa de perda óssea à medida que se envelhece.

Hoje vamos falar sobre 4 atitudes que ajudam a reduzir o risco de desenvolver osteoporose:

▪️Cálcio e Vitamina D: uma ingestão baixa de cálcio na juventude reduz o pico de massa óssea e aumenta o risco de fraturas ao envelhecer. E a falta de vitamina D inibe a capacidade do organismo em absorver o cálcio dos alimentos ingeridos. É importante a alimentação equilibrada ou, caso prescrito, a suplementação desses itens;

▪️Atividade física: é essencial praticar exercícios físicos regularmente. A falta de exercícios acelera a perda óssea quando se é mais velho. Os adultos sedentários são mais propensos a perder massa óssea e sofrer fraturas do que adultos que praticam alguma atividade física no dia-a-dia;

▪️Tabagismo: o hábito de fumar interfere na produção hormonal (estrogênio e progesterona), interfere na absorção de cálcio e na remodelação óssea. Essas são algumas razões porque os fumantes são mais propensos a ter osteoporose e fraturas ósseas;

▪️ Bebidas alcoólicas: o consumo excessivo e por um longo período pode aumentar o risco de osteoporose e fraturas. O álcool é tóxico para os osteoblastos (células formadoras de osso) e podem estimular os osteoclastos (células que removem o osso). O consumo crônico de álcool também reduz os níveis de estrogênio e testosterona, o que aumenta a chance de osteoporose.

A consulta médica para avaliação individual, junto com a densitometria óssea, exame que mede a densidade mineral óssea e ajuda no diagnóstico, são importantes para a conduta correta em relação a prevenção e tratamento da osteoporose.